Vacinação contra a Influenza é uma forte aliada na prevenção de doenças respiratórias graves

julho 7, 2024 Off Por Admin

O cuidado contra a gripe deve ser mantido e intensificado nesse período de chuva. Quanto mais cedo receberem a vacina, maiores são as chances de proteção contra Influenza, principalmente daquelas pessoas que fazem parte do grupo prioritário, que são gestantes, puérperas, idosos e crianças. Atenção especial para as pessoas com comorbidades e acamadas, que também devem estar protegidas.

Quanto à proteção da vacinação, a detecção de anticorpos protetores se dá entre duas a três semanas depois da imunização e apresenta, geralmente, duração de 6 a 12 meses. Já o pico máximo de anticorpos ocorre de 4 e 6 semanas. A proteção conferida pela vacinação é de aproximadamente um ano, motivo pelo qual ela é feita anualmente.

A vacina é segura e composta por vírus não ativado. Como qualquer imunizante, ela estimula o sistema imunológico a produzir defesa. Então é comum a pessoa ter uma sensação de dor no corpo ou uma eventual febre baixa. Isso nada mais é do que o próprio organismo reagindo contra os antígenos que foram injetados com a vacina. Esse é o primeiro passo para a pessoa ter garantida a sua proteção. Esses eventos são raros, mas quando acontecerem, não devem preocupar. É simplesmente o corpo reagindo e criando defesas.

Segundo a recomendação do Ministério da Saúde, a vacina pode ser administrada em conjunto com outras. Portanto, a orientação é que os profissionais de saúde que atuam nas salas de vacinas aproveitem a oportunidade para atualizar também a imunização contra a Covid-19 e, se for possível, atualizar outras vacinas pendentes no calendário de cada usuário, em especial, crianças e idosos.

“A gripe não é um resfriado comum. Ela pode evoluir para formas mais graves, que podem matar. Por isso é uma doença que requer cuidado, principalmente daquelas pessoas mais vulneráveis. Ao contrair o vírus, a pessoa idosa corre maior risco de complicações. Além de ficar mais debilitada, ela pode desenvolver pneumonia, com consequências graves”, destacou Danielle Melo, gerente de Vigilância Epidemiológica da Prefeitura de João Pessoa.

Atualização da caderneta – Crianças, adolescentes, adultos e idosos devem manter o documento de vacinação em dia. Quem está com a caderneta de vacinação desatualizada coloca em risco não apenas a própria saúde, mas também pode se tornar um transmissor de doenças, em especial para as crianças e os idosos. É com esse alerta que a Prefeitura de João Pessoa convoca toda a população para buscar um serviço de saúde mais próximo de casa e colocar em dia a vacinação.  

Documentação – Para vacinação é importante apresentar um documento oficial com foto ou registro da criança ou adolescente, o Cartão do SUS e o cartão ou caderneta vacina.

Locais de vacinação em João Pessoa nesta segunda-feira (8):

Unidades de Saúde da Família (USFs)

Vacinas de Campanha (Dengue, Covid-19 e Influenza) e do Calendário de Rotina

Horário: 7h às 11h e das 12h às 16h (de segunda a sexta-feira)

*exceção: Alto do Céu II, Cidade Verde e Jardim Planalto.

Policlínicas Municipais

Vacinas de Campanha (Dengue, Covid-19 e Influenza) e do Calendário de Rotina

Horário: 8h às 16h (de segunda a sexta-feira)

Centro Municipal de Imunização

Vacinas de Campanha (Dengue, Covid-19 e Influenza) e do Calendário de Rotina

Horário: 8h às 16h (de segunda a sexta-feira)

8h às 12h (sábado, domingo e feriado – apenas para vacinação de urgência)

Home Center Ferreira Costa

Apenas as vacinas de Campanha (Dengue, Covid-19 e Influenza)

Horário: 12h às 21h (de segunda a sexta-feira)

8h às 16h (sábado)

Shopping Sul

Apenas as vacinas de Campanha (Dengue, Covid-19 e Influenza)

Horário: 12h às 21h (de segunda a sexta-feira)                    

10h às 16h (sábado)

Shopping Tambiá

Apenas as vacinas de Campanha (Dengue, Covid-19 e Influenza)

Horário: 12h às 20h (de segunda a sexta-feira)

9h às 16h (sábado)

Vacinação Domiciliar

Agendamento: (83) 98645-7727 (apenas Whatsapp)

Horário: 8h às 16h (de segunda a sexta-feira)