São Paulo inaugura Casa da Mulher Paulista em Jarinu

julho 5, 2024 Off Por Admin





O espaço realiza ações de empreendedorismo feminino, saúde da mulher e o combate à violência



Essa é a 16ª Casa da Mulher Paulista entregue

A Secretaria Estadual de Políticas para a Mulher de São Paulo inaugurou nesta quarta-feira (3) a Casa da Mulher Paulista Amélia Zambotto, em Jarinu. O espaço, construído com repasse estadual de R$ 765 mil, realiza ações de empreendedorismo feminino, saúde da mulher e o combate à violência. Essa é a 16ª Casa da Mulher Paulista entregue na gestão do governador Tarcísio de Freitas e a previsão é de que mais 13 municípios recebam o espaço.

A secretária de Políticas para a Mulher, Valéria Bolsonaro, enfatiza a importância de um espaço seguro para o público feminino. “Gostaríamos que as mulheres fossem cada vez mais recebidas com cuidado e reconhecimento de seus direitos, recebendo suporte emocional, psicológico e legal para sair de situações de violência, e também sendo capacitadas para alcançar independência financeira”, explica.

A cidade de Jarinu pertence à região metropolitana de Jundiaí e está a 72 km de São Paulo. Conta com uma população estimada em 30.044 habitantes, segundo o IBGE. O município está comprometido junto com o Governo de SP a criar ambientes seguros e livres de violência para o bem-estar das mulheres.

A Casa da Mulher Paulista de Jarinu será dedicada à proteção, ao acolhimento, à capacitação e à orientação das mulheres em direção ao mercado de trabalho, além de fornecer suporte jurídico e psicológico para recuperação de autonomia e confiança. A iniciativa faz parte do movimento SP Por Todas.

SP Por Todas

O movimento SP Por Todas foi criado no dia 28 de março deste ano para ampliar a visibilidade das políticas públicas viabilizadas pela administração paulista e da rede de proteção, acolhimento e emancipação profissional e financeira das mulheres.

O hasteamento da bandeira do movimento no Palácio dos Bandeirantes marcou o início do movimento, que destaca tanto a iniciativas que já estão em andamento, como o protocolo Não Se Cale de combate à importunação sexual e o Abrigo Amigo para a proteção a mulheres em pontos de ônibus, quanto às novas medidas anunciadas no Dia Internacional da Mulher, como o Protocolo Mulher Viva e o Auxílio Aluguel.

Siga o canal “Governo de São Paulo” no WhatsApp:
https://bit.ly/govspnozap