Seis novas empresas com projetos inovadores são selecionadas no segundo ciclo do Sandbox.Rio – Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro

junho 21, 2024 Off Por Admin

Sandbox.Rio selecionou mais seis novos projetos inovadores começaram a ser testados no Rio – Arte/SMDUE

Foi divulgada, nesta sexta-feira (21/6), a lista dos projetos selecionados no segundo ciclo do Sandbox.Rio – programa regulatório experimental que permite a empresas testarem produtos, processos e serviços inovadores no Rio. Ao todo, seis projetos foram selecionados. São serviços de carro compartilhado, de transporte aéreo autônomo, uma estação pública de carregamento de bicicleta elétrica, um modelo de fazenda vertical dentro de containers, um projeto de delivery para favelas e uma empresa de patinetes elétricas, este último da empresa Whoosh, que iniciará as operações na cidade neste sábado (22/6).

-Estamos avançando com esse projeto importante para a cidade, que é o Sandbox.Rio. Um projeto reconhecido, premiado e que está em linha com o objetivo maior que é transformar a cidade do Rio na capital da inovação da América Latina. Ao facilitar a entrada de projetos inovadores na cidade, com segurança jurídica, conseguimos atrair investimentos, consolidar mercados, gerando emprego e renda para os cariocas – analisa Chicão Bulhões, secretário Municipal de Desenvolvimento Urbano e Econômico do Rio.

Patinetes compartilhadas voltam ao Rio de forma mais segura

O Sandbox.Rio, realizado por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Econômico, traz de volta à cidade as patinetes. Será o primeiro projeto do segundo ciclo a iniciar suas operações. Diferentemente da experiência anterior, em que as patinetes podiam ser estacionadas em qualquer ponto da cidade, no modelo de operação chamado free float, desta vez o projeto experimental, testado no Sandbox.Rio, permitirá um melhor ordenamento urbano e maior segurança no trânsito, de modo que os usuários devam retirar e deixar as patinetes em pontos fixos.

A startup Whoosh, empresa fundada na Rússia e com filial no Rio, foi selecionada nesta nova etapa do programa para testar o serviço pelo prazo de 12 meses – que a prefeitura tem a prerrogativa de suspender a qualquer momento – de acordo com as regras previstas pela secretaria e sob fiscalização da Secretaria Municipal de Transportes, Guarda Municipal e CET-Rio). Os órgãos da prefeitura acompanharão o processo de perto e a empresa será acionada caso haja algum problema.

As patinetes só poderão ser utilizadas por pessoas com mais de 18 anos e poderão circular na orla e praças da cidade. Além disso, os veículos são equipados com dispositivos de segurança como freios, buzina, indicador de velocidade, sinalização dianteira e traseira, QRcode para desbloqueio, tecnologia antifurto e, para o período da noite, farol com acionamento automático. Em áreas com grande circulação de pedestres e de interesse cultural, onde há controle de velocidade, as patinetes são capazes de identificar geograficamente essas zonas e reduzir a velocidade automaticamente.

No período de testes, as patinetes poderão circular em ciclovias, ciclofaixas, parques urbanos, praças públicas e vias fechadas ao lazer.

Os outros projetos selecionados 

Wali: A iniciativa da Wali no Rio introduz um serviço inovador de carro compartilhado totalmente digital, pelo qual o usuário, por meio do aplicativo, reserva e desbloqueia o carro alugado e retira a chave no porta-luvas, permitindo o uso do automóvel sem contato com terceiros, de forma autônoma.

O serviço depende de parceria com redes de hotéis, condomínios e shoppings para operar. A expansão em área pública para vagas de trânsito será uma iniciativa inédita testada no Sandbox.Rio para uso em maior escala. O serviço não apenas promove a mobilidade urbana, mas também oferece uma opção acessível e sustentável para os deslocamentos na cidade.

Micaelis: Surge com um lançamento inédito na América Latina de transporte aéreo autônomo, utilizando o eVTOL mais avançado do mundo em parceria com a empresa chinesa Ehang, que é uma aeronave elétrica de pouso e decolagem vertical. O projeto demonstrará o vôo autônomo (sem passageiro) desse novo modal, que está sendo popularmente difundido como “carro voador”. O projeto a ser apresentado dentro do quadro legal do Sandbox.Rio introduz um modal que não precisa de piloto presente para operar.

A empresa demonstrará como será o “user experience” de passageiro e/ou de carga ao longo do processo. O projeto apresenta desafios regulatórios semelhantes à selecionada Eve Air Mobility, no primeiro ciclo, porém se trata de modelo de eVTOL distinto, que poderá ofertar transporte de carga futuramente. A parceira que desenvolve o veículo, Ehang, é a primeira empresa a obter um certificado de aeronavegabilidade para eVTOL, emitido pela Administração de Aviação Civil da China.

Boos Bike: De forma inédita, o projeto prevê a instalação de estações públicas de estacionamento e carregamento de bicicletas elétricas, como um incentivo à micromobilidade sustentável e à redução da emissão de gases de efeito estufa, o que se alinha com o Plano de Desenvolvimento Sustentável do Município. Os hubs de carregamento promovem ainda a integração multimodal, permitindo a combinação conveniente de diferentes modos de transporte e libera o espaço urbano para outras finalidades.

Mighty Green: O projeto pretende instalar uma fazenda urbana vertical dentro de contêiner, trazendo o campo para cidade com produtos sem agrotóxicos, frescos, produzidos em menos espaço e com menos uso de recursos naturais como cogumelos e microverdes. A iniciativa visa não apenas a proporcionar alimentos mais saudáveis e acessíveis para os moradores urbanos, mas também a explorar soluções que promovam a segurança alimentar, a sustentabilidade ambiental e a eficiência no uso dos recursos naturais.

Delivery de Favelas: O projeto da empresa Delivery de Favelas prevê a instalação de pontos de entrega (“minibases”) em espaços públicos em comunidades para viabilizar a logística de delivery de produtos em favelas cariocas. O modelo de negócio visa à inclusão e à geração de renda ao conectar microempreendedores, entregadores e moradores das comunidades a grandes players, com modalidades que incluem Marketplace, Last Mile e Logística Reversa para atender às grandes demandas.

Pelo site oficial do programa  é possível obter informações sobre os projetos do primeiro e segundo ciclos, como editais, processos de seleção, resultados e andamento dos projetos. Há ainda artigos elaborados pela equipe técnica responsável pelo programa.

 

Categoria:

  • 21 de junho de 2024
  • Marcações: Cidade Inovação projetos Sandbox.Rio