Recrutamento “perto de casa” anima candidatos que disputam a contratação imediata – CGNotícias

junho 20, 2024 Off Por Admin

Em um dos pontos do Terminal de Ônibus General Osório, a Prefeitura de Campo Grande resignifica o espaço público. Próximo a duas salas comerciais desativadas, é com uma estrutura móvel da Funsat (Fundação Social do Trabalho) que pessoas mudam de vida, ao ganhar a oportunidade de assinarem uma carteira de trabalho. Em mais uma agenda do “Emprega CG”, a disponibilidade de 400 vagas de sete empresas.

Desde as 8h, foram distribuídas 200 senhas para a primeira fase de triagem. Para o atendimento do público, equipes do Departamento de Recursos Humanos das empresas parceiras estão no evento, que neste mês já teve outras quatro edições. Além das oportunidades com o “Emprega CG”, o cidadão também pode obter informações das 2.005 vagas de trabalho anunciadas nesta quinta-feira (20) pela Funsat, referentes à 201 profissões.

 

Pressa e esperança pelo emprego

Para a ação, que vai até as 14h, Antoni Silva Carvalho, de 26 anos, foi avisado pela namorada. Um mês na procura por um novo emprego, à ambição com a vinda ao “Emprega CG” é pela vaga de ajudante de açougueiro.

“A empresa é boa, grande, e oferece a chance de um emprego formal, além de um crescimento interno. Aprendendo essa nova função, caso seja contratado, poderei depois concorrer a outras vagas da mesma área com maior salário. Aprovo com certeza essa opção do órgão fazer uma ação itinerante”, disse.

Para Bruna da Silva Cândido, de18 anos, o deslocamento do bairro Tarsila do Amaral até o Terminal General Osório teve um propósito: o “primeiro emprego de carteira”. “Estou de olho na oferta de auxiliar administrativo, e já tenho alguma noção do papel, pois fui estagiária em repartição pública. Agora com esse trabalho, me ajudaria no meu atual projeto de fazer a faculdade de Direito”, explica a jovem, que foi avisada pela mãe sobre o “Emprega CG”. O reencontro com a equipe da Funsat acontece depois de 60 dias, sendo a última visita na sede do órgão na Rua 14 de Julho.

Se Bruna economizou 7,5 Km com a presença na ação itinerante, para buscar um novo trabalho, Ororides Rosa de Matos, de 71 anos, veio a pé para local. Morador da Vila Rica ele também gostou da ideia da Prefeitura ir até a sua região para realizar serviços de recrutamento.

“Tenho experiência como motorista, piloto até barco e se preciso posso mudar de cidade. Vejo que todos os dias muitas vagas são anunciadas, e estão de parabéns, assim como por essa alternativa de montarem o escritório no Terminal. Ir aonde o povo está!”, falou o candidato.