Prefeitura faz primeira entrega de fertilizante orgânico doado pelo governo para Aldeia Indígena Água Bonita – CGNotícias

junho 18, 2024 Off Por Admin

As primeiras 12 toneladas do fertilizante orgânico, produzidos pela Ambiental MS Pantanal e Organics e, doados para a Prefeitura de Campo Grande pela Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Semadesc) e pela Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer) já chegaram ao destino. A Associação dos Moradores da Comunidade Indígena Água Bonita recebeu o composto na tarde da segunda-feira (17) e começou a entrega para a comunidade.

O produtor Sandro Gonçalves, de 44 anos, é um dos 17 beneficiados. “Junto com meu sogro eu cuido deste lote aqui de 50 X 40. No momento a gente tem plantado coentro, couve, alface e mandioca. Parte da produção a gente vende e outra parte a gente doa aqui na comunidade”, explica.

Presidente da Associação dos Moradores da Comunidade Indígena Água, Auder Romeiro Larreia, de 43 anos, conta que a comunidade tem 30 hortas. Entretanto, somente 17 estão ativadas. O adubo doado nesta semana será um impulso para a reativação das 13 hortas paradas. “É uma satisfação muito grande a gente receber esse material, se fosse para comprar não teria condições, é muito caro. A Sidagro sempre está aqui com a gente, assim como outros órgãos, que nos apoia tanto na geração de renda, quanto na comida na mesa da nossa gente”, pontua.

Tudo que é colhido nas hortas é vendido para os mercados e sacolões da região, bem como doado à comunidade. Muitas famílias vivem em situação de insegurança alimentar e a colheita garante a diversidade de alimentos e dinheiro no bolso.

Além desta comunidade, a Associação de Produtores Rurais do Assentamento São Luiz do Mato Grosso do Sul e uma horta com fins lucrativos localizada no Bairro Tiradentes vão receber o restante da primeira leva de 36 toneladas repassadas pelo governo. Cada grupo beneficiário receberá 12 toneladas.

Para o secretário municipal de Inovação, Desenvolvimento Econômico e Agronegócio, Ademar Silva Jr., a ação dinamiza, fortalece e ajuda no desenvolvimento das cadeias produtivas do agronegócio. “Esta é mais uma iniciativa que vem fortalecer o subprograma Adubando Oportunidades, que fornece de forma totalmente gratuita adubo e composto orgânico para os produtores rurais e urbanos de Campo Grande. Uma iniciativa que garante solos mais férteis e estimula o aumento da produção agrícola dando competitividade para os produtores locais”, explica

Há um ano em funcionamento, o subprograma Adubando Oportunidades cumpre quatro Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU e já garantiu a entrega de mais de 732 toneladas de adubo orgânico aos produtores rurais e urbanos. Somente neste mês foram cerca de 112 toneladas.

Produção

De acordo com dados do PAM 2022 (Produção Agrícola Municipal) divulgados pelo IBGE em setembro do ano passado, de 2021 para 2022, a área plantada no município aumentou em 2,45%, enquanto o valor da produção teve alta nominal de 9,06%. Campo Grande registrou um faturamento bruto da produção agrícola de R$ 1,231 bilhão.

Este valor foi resultado de uma produção de 738.379 toneladas de produtos colhidos em uma área plantada de 161.064 hectares. A combinação única entre o valor bruto da produção, a produção colhida e a área plantada colocam Campo Grande no topo do ranking das capitais brasileiras em termos de rentabilidade na produção agropecuária. Entre os municípios de Mato Grosso do Sul, Campo Grande possui o 15º maior valor de produção de lavouras temporárias, conforme o estudo divulgado pelo IBGE.