Onde o Vasco da Gama Jogará Durante as Reformas de São Januário?

junho 18, 2024 Off Por Admin

Vasco da Gama Jogará em Outros Estádios Durante as Reformas de São Januário

Na última terça-feira, 18 de junho de 2024, em entrevista coletiva após a aprovação na Câmara, Pedrinho, dirigente do Vasco da Gama, detalhou os planos para a reforma do estádio São Januário e as soluções encontradas para o time durante o período das obras.

Início das Obras e Impacto Econômico

Pedrinho expressou sua emoção e gratidão ao lembrar dos 10 mil torcedores que, há quase um século, construíram o estádio de São Januário sem a tecnologia moderna. Ele destacou o impacto econômico positivo que a reforma trará para o clube e a região da Barreira:

“**Eu sempre faço uma lembrança aos 10 mil torcedores que lá atrás construíram o estádio do Vasco, há 100 anos, sem nenhuma conexão na internet. Os torcedores vascaínos são representados por aqueles torcedores. A reforma terá um impacto econômico pro Vasco, para o estádio, para a Barreira. A sensação é de uma vitória. Estou separando o momento do campo desse momento especial. Nós desejamos começar as obras em dezembro. A venda do potencial está encaminhada.**”

Estádios Alternativos

Com a previsão de início das obras em dezembro, o Vasco da Gama precisará encontrar outros locais para mandar seus jogos. Pedrinho mencionou que o time deve jogar em três principais estádios durante este período de transição:

1. **Maracanã**: Um dos estádios mais icônicos do Brasil, o Maracanã já serviu de casa para diversos clubes cariocas em períodos de reforma ou necessidade de maior capacidade. A localização e a estrutura do estádio o tornam uma escolha óbvia para os jogos mais importantes do Vasco.

2. **Engenhão (Estádio Nilton Santos)**: Outra opção dentro do Rio de Janeiro é o Engenhão, que oferece uma boa infraestrutura e capacidade para receber os jogos do Vasco enquanto São Januário passa pelas reformas necessárias.

3. **Estádios Fora do Rio de Janeiro (off Rio)**: Em algumas ocasiões, o Vasco pode optar por jogar fora do estado do Rio de Janeiro. Isso pode incluir estádios em outras capitais ou cidades que tenham uma grande concentração de torcedores vascaínos, garantindo apoio ao time mesmo fora de sua cidade natal.

Próximos Passos

 

Com a venda do potencial de reforma já encaminhada, os dirigentes do Vasco estão focados em garantir que as obras comecem conforme o cronograma, em dezembro. Esta reforma é vista como uma etapa crucial não apenas para a modernização do estádio, mas também para o fortalecimento econômico e estrutural do clube.

Os torcedores podem esperar um Vasco ainda mais forte e moderno ao término das reformas, com um estádio que respeita a tradição e a história do clube, mas que também está preparado para os desafios do futuro.

### Considerações Finais

A reforma de São Januário é um marco na história do Vasco da Gama, e a escolha de estádios alternativos durante este período é uma decisão estratégica para manter o time competitivo e próximo de seus torcedores. A torcida vascaína, sempre apaixonada e fiel, certamente continuará apoiando o time onde quer que ele jogue, aguardando ansiosamente pela inauguração do novo São Januário.

Pedrinho diz que a SAF está quebrada e que a relação com Payet é ótima

Nesta terça-feira, durante uma entrevista coletiva, o presidente do Vasco, Pedrinho, trouxe à tona importantes questões financeiras e de relacionamento dentro do clube carioca. Entre os principais pontos abordados, destacam-se a situação crítica da Sociedade Anônima de Futebol (SAF) do Vasco e os detalhes sobre a relação com o jogador Payet.

Problemas Financeiros na SAF

Pedrinho não hesitou em afirmar que a SAF do Vasco se encontra em uma situação financeira alarmante. Segundo suas declarações, as luvas do clube estão atrasadas desde o ano de 2023. Além disso, ele revelou que o jogador Payet ainda não recebeu os pagamentos referentes ao mês de março deste ano.

O presidente foi enfático ao afirmar: “Falem a verdade sobre o Vasco. A SAF está quebrada. Tem gente preocupada com aporte. A SAF está quebrada, e eu já sabia que isso aconteceria, por isso entrei com a liminar.”

Relação com Payet

Apesar dos problemas financeiros enfrentados pelo clube, Pedrinho destacou que sua relação com o jogador Payet é excelente. Ele esclareceu que a dívida com o atleta refere-se ao pagamento de março e ressaltou que não foi ele quem a originou.

Compromisso com a Reestruturação Financeira

 

Em meio às dificuldades financeiras, o presidente assegurou que o Vasco está em processo de reestruturação. Ele afirmou estar comprometido em honrar os salários em dia e buscar soluções para regularizar as pendências financeiras do clube.

“Já estamos estruturando financeiramente o clube. Honrando com salários em dia. Vamos fazer isso até o fim do ano. Estou levando responsabilidade”, afirmou Pedrinho.

Conclusão

 

A entrevista de Pedrinho evidencia os desafios enfrentados pelo Vasco da Gama não apenas no campo esportivo, mas também na gestão financeira. A transparência ao expor os problemas e o comprometimento em encontrar soluções são aspectos cruciais para o futuro do clube. Os torcedores e a comunidade esportiva aguardam com expectativa as próximas medidas que serão adotadas para estabilizar a situação financeira do Gigante da Colina.

A aprovação do potencial construtivo de São Januário

pela Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro representa um marco significativo para o Vasco da Gama. Essa decisão permite ao clube explorar comercialmente o potencial construtivo do estádio, oferecendo-o a construtoras interessadas em desenvolver projetos imobiliários no local. Foram 44 votos favoráveis e nenhum não.

O que significa potencial construtivo?

 

O potencial construtivo se refere à capacidade de construir além do limite estabelecido pelo zoneamento urbano atual. No caso de São Januário, isso significa que o Vasco pode negociar com construtoras para que elas utilizem o espaço do estádio para desenvolver empreendimentos imobiliários, como prédios residenciais, comerciais, entre outros, de acordo com as diretrizes estabelecidas.

Impactos e implicações da decisão:

1. **Viabilidade Econômica:** A venda do potencial construtivo pode gerar receitas significativas para o Vasco da Gama, que pode utilizar esses recursos para investir no próprio estádio, nas equipes esportivas ou em outras áreas do clube.

2. **Desenvolvimento Urbano:** A iniciativa pode promover o desenvolvimento urbano na região, trazendo novos investimentos e infraestrutura para a área próxima a São Januário.

3. **Preservação e Uso do Espaço:** É importante garantir que qualquer desenvolvimento respeite a história e a importância cultural do estádio, além de considerar aspectos como preservação ambiental e infraestrutura local.

4. **Negociações e Projetos Futuros:** O Vasco agora poderá iniciar negociações com construtoras interessadas, elaborar projetos específicos e submetê-los às autoridades competentes para aprovação.

### Conclusão:

A aprovação do potencial construtivo de São Januário abre novas oportunidades para o Vasco da Gama garantir recursos financeiros importantes e contribuir para o desenvolvimento urbano da região. No entanto, é crucial que o processo de desenvolvimento seja conduzido com transparência, considerando os interesses do clube, da comunidade local e do desenvolvimento sustentável.

Vasco entrega proposta a Philippe Coutinho e negocia a contratação de Souza

Na reunião do último sábado, o Vasco da Gama deu um passo significativo para reforçar sua equipe, apresentando uma proposta oficial aos representantes de Philippe Coutinho. A negociação contou com a presença do presidente do clube, Pedrinho, que confirmou que as conversas foram produtivas. O clube ofereceu um contrato de um ano, até meados de 2025, com um salário ajustado à realidade financeira do Vasco.

O empresário de Coutinho, Kia Joorabchian, está analisando a oferta junto ao jogador e outros representantes, com a expectativa de dar uma resposta definitiva em breve. Caso Coutinho aceite a proposta, ele precisará formalizar a rescisão de seu contrato com o Aston Villa, da Inglaterra, processo que já está em andamento.

Souza no Pacote

Uma exigência de Coutinho para seu retorno ao Vasco foi a garantia de um time competitivo. Atendendo a essa condição, o clube incluiu na negociação o volante Souza, outro jogador revelado pelo Vasco. Souza, atualmente com 35 anos, está prestes a rescindir seu contrato com o Istanbul Basaksehir e expressou o desejo de retornar ao clube carioca.

Os dois jogadores manifestaram interesse em atuar juntos, o que pode ser um fator decisivo para a concretização do acordo. A união de Coutinho e Souza é vista com bons olhos pela torcida, que espera que ambos possam contribuir significativamente para o desempenho da equipe.

Contexto e Expectativas

 

A proposta ao Coutinho e a negociação com Souza demonstram o esforço do Vasco em reforçar o elenco e se preparar melhor para os desafios do Campeonato Brasileiro. A chegada de jogadores experientes e com história no clube pode ser crucial para melhorar o desempenho da equipe e conquistar melhores resultados na competição.

A torcida vascaína aguarda ansiosamente o desfecho dessas negociações, na esperança de que Coutinho e Souza tragam qualidade e experiência ao time. As próximas semanas serão decisivas para o futuro do Vasco, tanto dentro quanto fora de campo.

 

Vasco, Cruzeiro e Grêmio, e Bahia  Flamengo, Atlético-MG e Palmeiras . Athlético-PR, São Paulo, CorinthiansBotafogo e  RB Bragantino,