O clima de festa junina volta a tomar conta do Museu Vivo

junho 13, 2024 Off Por Admin

Avelino Israel


Fundação Cultural Cassiano Ricardo

Domingo (16) é mais um dia de festa no Museu do Folclore de São José dos Campos, com uma nova edição do Museu Vivo Junino. Desta vez, a vivência musical ficará por conta dos músicos Kardec Gonzaga e Nilton Blau. A atividade é aberta ao público e acontece na área externa do museu, das 14h às 17h.

Para o artesanato, a representante da cultura popular convidada é Francisca Ana de Oliveira Fonseca, que compartilhará o seu conhecimento no bordado e na customização junina. E na culinária, a receita de doce de casca de laranja, ficará por conta de Ana Rosa dos Santos.

Música

Kardec Gonzaga e Nilton Blau – Foto: Divulgação

O joseense Kardec Gonzaga, 66 anos, nasceu numa família de sanfoneiros e aprendeu cedo a ter gosto pelo instrumento, que logo passou a dominar. Conhecido na região, Kardec é uma referência musical em São José, onde também dá aulas do instrumento. “A música é a minha vida”, diz ele.

Blau é o nome artístico do também joseense Nilton Aparecido Barbosa, 59 anos, percussionista, violeiro, violonista, compositor e cantador. Um músico versátil e muito conectado com a cultura caipira, sendo também uma referência musical e cultural no município.

“Comecei a me aventurar na música em 1982 e minha maior referência foi meu pai, grande violeiro com quem eu vivia enrabichado, indo para cima e para baixo com sua viola”, lembra Blau.

Culinária

Ana Rosa serve o doce – Foto: Divulgação

O preparo de um verdadeiro doce caseiro de casca de laranja, é o que a mineira Ana Rosa dos Santos vai demonstrar no domingo. A receita é da sua mãe, com quem aprendeu muitas outras. “Sempre acompanhei minha mãe na cozinha e fui aprendendo só de olhar”, conta ela.

Ana Rosa nasceu na roça e mora em São José há quase 20 anos. “As pessoas na roça são muito criativas e tudo que aprendi a fazer foi com o que tínhamos disponível por lá. Mas o que gosto mesmo de fazer são doces caseiros, além de bolo de milho e paçoca”, reforça.

Artesanato

Francisca estará no artesanato – Foto: Divulgação

A paranaense Francisca Ana de Oliveira Fonseca, 63 anos, mora em São José há 55 anos. Ela conta que aprendeu a costurar sozinha, sempre observando sua mãe, que era costureira. Desde então, desenvolveu suas habilidades usando de muita criatividade.

Hoje, Francisca é detentora de muitos saberes artesanais e, além da costura, também faz tricô, crochê, aplique, bordado, pintura, artesanato com feltro e material reciclável; além de bolsas e customização.

Programa e gestão

O Museu Vivo é uma atividade que valoriza diferentes representantes da cultura popular regional, destacando seus saberes e fazeres – principalmente nas áreas do artesanato, da culinária e da música – por meio de encontros e vivências semanais, realizados aos domingos à tarde.

Instalado no Parque da Cidade desde 1997, o Museu do Folclore é um espaço da Fundação Cultural Cassiano Ricardo gerido pelo CECP (Centro de Estudos da Cultura Popular), organização da sociedade civil sem fins lucrativos.

 


MAIS NOTÍCIAS

Fundação Cultural Cassiano Ricardo