Exposição ‘O Feminino na Luz de Caravaggio’, do fotógrafo Gustavo Carneiro, será aberta nesta sexta-feira

junho 6, 2024 Off Por Admin

A Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope) abre, nesta sexta-feira (7), às 16h, no Hotel Globo, a exposição ‘O Feminino na Luz de Caravaggio’, do fotógrafo Gustavo Carneiro, que faz parte do edital de ocupação do equipamento. A mostra fica aberta à visitação até 30 de junho e o acesso é gratuito.

“É uma alegria para nós acolher a exposição do Gustavo Carneiro exatamente porque reflete uma pesquisa, um estudo em torno de um pintor tão importante como Caravaggio”, declarou o diretor executivo da Funjope, Marcus Alves.

Essa ocupação, segundo ele, faz parte de um trabalho da Prefeitura de valorização dos artistas de João Pessoa a partir dos editais de ocupação que foram feitos no Hotel Globo, Casarão 34 e Casa da Pólvora. “É muito importante garantirmos essa perspectiva do estudo, da análise, da pesquisa, dando origem a obras de artes, no caso, no campo da fotografia. Essa exposição é muito significativa para nós, primeiro pelo valor fotográfico dela e pelo lado da pesquisa em torno da luz”, acrescentou.

O projeto de exposição visa mostrar a influência de iluminação utilizada pelo pintor Caravaggio na fotografia até os dias atuais. Caravaggio (1571-1610) foi um pintor italiano, o mais revolucionário artista do Barroco, reconhecido pela grande expressividade de suas obras e pelo espetacular contraste entre luz e sombra.

“Conheci o estilo de iluminação de Caravaggio em 2018 através de um trabalho de conclusão de um curso de fotografia feito no Cearte, onde pude aprender mais sobre a iluminação estudando suas obras e produzindo em fotografia algumas obras dele. Depois desse trabalho, minha fotografia mudou bastante, pois passei a utilizar esse esquema de iluminação em meus retratos, que em sua maioria são femininos”, explica o fotógrafo.

Gustavo Carneiro acrescenta que a exposição tem como objetivo retratar a alma feminina com todas as suas nuances de delicadeza, força, expressão e empoderamento, através do contraste forte entre luz e sombra utilizadas nas obras de Caravaggio. As obras nas quais Gustavo se inspira são carregadas de um realismo dramático, que trazia escuridão e profundidade ao mesmo tempo que assimilava a luminosidade natural de uma forma única e crua.

O artista – A fotografia entrou na vida de Gustavo Carneiro em 2014. Com a aquisição de sua primeira câmera, iniciou os estudos especificamente em 2016. Ele começou fotografando paisagens, as amigas durante as aulas de campo e o contexto de modo geral.

Com isso, descobriu a paixão de captar a emoção das pessoas e coisas fotografadas, algo que ia muito além do que os olhos observavam. Conforme o fotógrafo, os comentários das pessoas fotografadas reafirmavam cada vez mais o seu destino de se enveredar pela fotografia, tendo a função de eternizar os momentos e as emoções capturadas, revelando em suas fotos a verdadeira essência de sentir com o coração e eternizar com a alma.

“Hoje minha fotografia tem como principal característica a iluminação de grandes pintores como Caravaggio e Rembrandt, conferindo uma atmosfera mais artística ressaltando as emoções das pessoas fotografadas”.