Prefeitura inaugura novo Terminal Mato Alto, em Guaratiba – Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro

maio 19, 2024 Off Por Admin

A antiga estação Mato Alto foi demolida e deu lugar a um terminal 15 vezes maior, com 7.390m² – Rafael Jannuzzi/Prefeitura do Rio

Cinco meses após o início da operação da Nova Transoeste, a Prefeitura do Rio inaugurou, neste domingo (19/5), o Terminal Mato Alto, em Guaratiba. É o segundo terminal construído neste corredor a partir da ampliação de antigas estações. O primeiro, Magarça, foi entregue aos cariocas no dia 31 de março. Estão em obras atualmente os terminais de Curral Falso e Pingo D’Água, que serão entregues ainda este ano. Com os investimentos públicos no Transoeste, o corredor já transporta uma média de 204 mil passageiros/dia, contra 79 mil passageiros/dia registrados em março de 2021, quando a Prefeitura retomou a gestão do sistema BRT.

– É a dignidade voltando para a população que sofreu tanto com o abandono desse sistema de transporte durante anos. É muito difícil construir, destruir é muito fácil e reconstruir é mais difícil ainda. Muito bom ver hoje o trabalhador de Guaratiba, Sepetiba, Santa Cruz, Campo Grande chegar num terminal confortável, digno, com cobertura para dias de sol e chuva. Poder entrar num ônibus confortável, digno, novo, com o ar condicionado funcionando – afirmou o prefeito Eduardo Paes.

A antiga estação Mato Alto foi demolida (490 m²) e deu lugar a um terminal 15 vezes maior, com 7.390m². Ele proporcionará mais conforto e comodidade aos passageiros que utilizam os articulados do BRT para viajar entre Barra da Tijuca, Guaratiba, Campo Grande e Santa Cruz.

– Aqui era uma estação com um módulo pequeno. Agora vemos a enorme estrutura que foi criada para uma região com muita demanda. Vai ser muito mais confortável para as pessoas virem, com serviços expressos e também paradores que nascem aqui no Terminal Mato Alto e vão para o Alvorada. Temos também os alimentadores, tudo para ter um sistema de transporte robusto para servir a população – disse a secretária de Transportes, Maína Celidonio.

Novo terminal funcionará em conjunto com plataformas alimentadoras

O novo Terminal Mato Alto operará em conjunto com dois terminais alimentadores de ônibus comuns e vans (Norte e Sul), totalizando 1.007 metros quadrados de área coberta; dois bicicletários de 240 metros quadrados de área construída, com 512 vagas de bicicletas; e uma ciclovia com 2.750 metros de extensão.

O terminal alimentador e o bicicletário Norte (que atende aos passageiros no sentido Barra – Santa Cruz/Guaratiba) estão em funcionamento. Já o terminal alimentador e o bicicletário do lado Sul (sentido Santa Cruz/Guaratiba – Barra) terão as obras iniciadas na próxima semana, com previsão de 90 dias para a conclusão. A estação provisória Sul, montada no ano passado para atender à população, será desmobilizada para dar lugar às obras do espaço definitivo.

– Esse terminal vai trazer uma melhora na qualidade do transporte. Aqui era horrível. Antigamente eu levava uma hora, uma hora e meia daqui até o Recreio. Hoje eu gasto em torno de 25 minutos, meia hora. Esse tempo disponível gera uma melhor qualidade de vida, mais tempo para eu poder praticar esportes. Além disso, ganhamos um conforto que não tínhamos – disse Franklin Borges de Arruda, que trabalha no Recreio como adestrador.

Transbordo entre plataformas terá passarela exclusiva para facilitar acesso

Enquanto durarem as obras deste terminal alimentador Sul, os ônibus regulares que parariam nesse local serão deslocados para o terminal alimentador Norte, de onde os passageiros poderão também acessar o sistema BRT. Uma grande passarela foi construída no eixo central da Avenida Dom João VI.

A obra do Terminal Mato Alto incluiu ainda dois novos viadutos, com extensão total de 590 metros, além de retornos para veículos comuns.

– É mais uma entrega para a Nova Transoeste. Tem dois viadutos, uma passarela, mudamos todo o entorno, trazendo mais fluidez no trânsito. O novo terminal contempla banheiros para os usuários, tem uma área grande para o BRT, com conforto no embarque e desembarque. Seguimos trabalhando para entregar todos os equipamentos que a população carioca merece – afirmou a secretária de Infraestrutura, Jessick Trairi.

Sete linhas de BRT irão operar no novo terminal

Além das duas linhas que operam a partir do Mato Alto, 13 (Mato Alto x Alvorada – expresso) e 25 (Mato Alto x Alvorada – parador), outras cinco linhas de BRT farão parada no novo terminal. São elas:

10 – Santa Cruz x Alvorada – expresso – intervalo de 4 minutos, no pico da manhã, e de 6 minutos, no da tarde
11 – Santa Cruz x Alvorada – parador – noturno, intervalo de 12 minutos
12 – Pingo D´Água x Alvorada – expresso – intervalo de 3 minutos, pico da manhã, e 6 minutos, no da tarde
19 – Pingo D’Água x Salvador Allende – expresso – somente à tarde, intervalo de 8 minutos
20 – Santa Cruz x Salvador Allende – expresso – somente à tarde, intervalo de 7 minutos

A linha 13 vai operar com intervalos de 5 minutos no pico da manhã, e 6 minutos no da tarde. Já na linha 25, os intervalos serão de 6 minutos no pico da manhã e da tarde.

– O Transoeste é o nosso maior corredor, que transporta o maior número de pessoas. Agradecemos à população pela paciência de estar usando até agora a estação Mato Alto. A vida já tinha melhorado a partir de dezembro, quando colocamos os novos amarelinhos para rodar na Transoeste. Mas agora, com o Terminal Mato Alto, as pessoas vão poder esperar o ônibus e embarcar com muito mais qualidade, segurança e conforto – declarou Claudia Secin, diretora-presidente da Mobi-Rio, empresa pública municipal responsável pela operação do BRT.

Linhas de ônibus nos terminais alimentadores

Linhas que fazem ponto final nos terminais alimentadores:

872 (Praia de Sepetiba – Terminal Mato Alto)
885 (Terminal Mato Alto – Santa Cruz)
853 (Vila Kennedy – Terminal Mato Alto)
SV853 (Vila Kennedy – Terminal Mato Alto)
883 (Bangu – Terminal Mato Alto).

Linhas que passam pelos terminais alimentadores:

852 (Terminal Campo Grande – Pedra de Guaratiba)
SP852 (Terminal Campo Grande – Piraquê)
866 (Terminal Campo Grande – Pedra de Guaratiba)
857 (Terminal Campo Grande – Terminal Pingo d´Água)
867 (Barra de Guaratiba – Terminal Campo Grande).

Obra do terminal gerou 450 empregos diretos e indiretos

A obra do novo Terminal Mato Alto gerou cerca de 450 empregos diretos e indiretos e está sendo entregue cinco meses após a inauguração da Nova Transoeste. A transformação de estações em terminais neste corredor é resultado de um investimento de mais de R$ 180 milhões. Ainda em 2024 serão entregues as obras de transformação das antigas estações Pingo D´Água e Curral Falso.

O novo Terminal Pingo D’Água vai ter quase 20 mil metros quadrados, com integração entre ônibus alimentadores e vans, oriundos da Estrada da Pedra e da Avenida Dom João VI. A antiga estação de mesmo nome tinha 2 mil metros quadrados. Já foram concluídas as melhorias no sistema de drenagem no entorno do novo terminal e as fundações. Em virtude do alto tráfego de ciclistas na região de Guaratiba, o novo bicicletário com capacidade para 600 bicicletas está em execução.

Para a implantação do Terminal Curral Falso, a antiga estação de apenas 300 metros quadrados dará lugar a outra com 18,3 mil metros quadrados. Serão construídos um terminal alimentador para a integração entre ônibus e vans vindos da Estrada de Sepetiba e da Avenida Cesário de Melo e uma passarela de acesso ao novo terminal. Também haverá melhorias nos sistemas viário e de drenagem no entorno e a instalação de uma parada para 400 bicicletas.

Grafites enfeitam viadutos, passarela e bicicletário do Mato Alto

Os dois viadutos, a passarela e o bicicletário do Terminal Mato Alto receberam grafite exclusivo e personalizado. De autoria dos artistas Leandro Ice (passarela), Bruno Schilling (viaduto), Lucas Cassarotti (bicicletário) e Dolores Esos (viaduto), a composição do layout dessas estruturas retrata a força e o dinamismo da obra entregue pela Prefeitura, trazendo referências das cores do Brasil, como o vermelho do pau-brasil, e do local onde foi erguido o Terminal Mato Alto. A Prefeitura já havia adotado grafite na Zona Portuária do Rio e no projeto Cores da Brasil, maior corredor de arte urbana da América Latina, que engloba todas as estações do BRT Transbrasil, viadutos e passarelas localizados na Avenida Brasil, principal via expressa da cidade do Rio.

Nova Transoeste foi entregue com 59 quilômetros de pistas revitalizados

Primeiro corredor a ser inaugurado na cidade, em 2012, a Transoeste teve, em 2023, 59 quilômetros de pistas revitalizados, sendo 31 quilômetros de calha do BRT reconstruídos em concreto. Os investimentos ultrapassaram R$ 221 milhões, e as obras levaram 18 meses, gerando 4.400 empregos diretos e indiretos. Para a conclusão do trabalho foram utilizados 52.800 m³ de concreto, o que daria para encher 28 piscinas olímpicas. Com a entrega deste domingo, o Transoeste passa a ter cinco terminais (além do Mato Alto, Magarça, Jardim Oceânico, Alvorada e Campo Grande) e 60 estações.

O corredor passou a operar com novos veículos articulados, equipados com tecnologia sustentável Euro 6, além dos ônibus Euro 5 que já circulavam no trecho Jardim Oceânico x Alvorada e ônibus padrons da nova frota. O início da operação dos amarelinhos no corredor Transoeste marcou a renovação de 100% da frota do BRT em toda a cidade.

Reconstrução do transporte público carioca

No final de 2016, o sistema BRT dispunha de cerca de 400 articulados circulando nos três corredores: Transcarioca, Transolímpica e Transoeste. No início de 2021, antes da intervenção municipal, este número não passava de 120, sendo que a maioria estava em estado extremamente precário. Além disso, 46 estações se encontravam fechadas. Ao fim de 2021, essas estações foram reformadas e reabertas. No total, foram 120 estações revitalizadas nos três corredores. Este ano, a Prefeitura iniciou a operação do quarto corredor do sistema BRT, o Transbrasil, que conta com 17 estações e dois terminais, Deodoro e o Terminal Intermodal Gentileza.

Ao assumir a operação do BRT, a Prefeitura do Rio tinha como objetivos resgatar a eficiência do sistema e devolver uma boa prestação de serviço aos usuários. Em março de 2021 ocorreu a intervenção do sistema e, em fevereiro de 2022, foi decretada a caducidade do contrato de concessão, em função do descumprimento por parte dos concessionários de obrigações contratuais de prestação de um serviço de transporte público adequado. A Mobi-Rio passou a ser responsável pela operação do BRT.

A iniciativa resultou na renovação total da frota de articulados, na reforma de todas as estações, na implantação de medidas de segurança, na recuperação do pavimento do corredor Transoeste e na entrega das obras do corredor Transbrasil e dos Terminais Gentileza, Deodoro, Magarça e, agora, Mato Alto. Essas ações garantiram melhorias robustas para a população que usa diariamente o serviço de transporte de alta capacidade, e os passageiros voltaram a confiar no BRT.

Quando a Prefeitura do Rio assumiu a gestão municipal do BRT, a média diária de passageiros era de 150 mil pessoas. Na primeira quinzena de maio de 2024, foi registrada a média de 453 mil passageiros/dia em todo o sistema.

Atualmente, a nova frota é de 498 amarelinhos rodando. Toda a frota comprada para o sistema totaliza 713 ônibus. Com mais ônibus circulando, os passageiros esperam menos tempo nas estações. Na Transoeste, a redução dos intervalos nos horários de pico foi de até 72%. Na Transcarioca, o índice foi de 59% e, na Transolímpica, de 63%.

A reconstrução do transporte público carioca inclui ainda a implantação gradual do Jaé, novo sistema de bilhetagem digital, nos modais de transporte público coletivo regulados pelo município. Outro destaque é o acordo judicial firmado entre a Prefeitura do Rio, o Ministério Público Estadual e os consórcios operadores de ônibus em 1º de junho de 2022, que possibilitou a retomada e/ou criação de 167 serviços de ônibus na cidade. O plano operacional tem como objetivo regularizar, de forma gradual, o serviço de ônibus para atender todas as regiões da cidade.

Categoria:

  • 19 de maio de 2024
  • Marcações: BRT Guaratiba inauguração MOBI-Rio Nova Transoeste ônibus Prefeitura do Rio Terminal Mato Alto Transportes