Governo de SP inicia Campanha de Multivacinação nas escolas

março 15, 2024 0 Por

Para garantir a prevenção contra estas doenças é fundamental que os responsáveis pela criança encaminhem à instituição escolar a caderneta de vacinação

A Secretaria de Estado da Saúde (SES-SP) promove, a partir da próxima segunda-feira (18), a Campanha de Multivacinação contra doenças preveníveis nas escolas públicas de ensino infantil, fundamental e médio. Essa estratégia de vacinação, que vai até o dia 19 de abril, busca ampliar a cobertura vacinal de crianças e adolescentes, em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e com os municípios que serão os executores da ação.

Com foco nas crianças e adolescentes menores de 15 anos, não vacinadas ou com esquemas incompletos de acordo com o Calendário Vacinal, as equipes de vacinação irão até as escolas para ampliar o acesso e incentivar a cultura da imunização, além de disseminar ações educativas de saúde entre os alunos.

“Nosso foco é elevar as coberturas vacinais, reduzir a disseminação de doenças imunopreveníveis e impedir a reintrodução de doenças eliminadas ou controladas”, ressalta Ligia Nerger, diretora de Imunização da SES-SP. A ação de vacinação oferece vacinas do calendário do Programa Nacional de Imunizações (PNI).

Tatiana Lang, diretora do Centro de Vigilância Epidemiológica da SES-SP, ressaltou a importância da vacinação. “Essa estratégia é muito importante, porque além de fortalecer os vínculos entre educação e saúde para o desenvolvimento das ações relacionadas à vacinação, tem como objetivo reduzir o risco de adoecimento da população por doenças imunopreveníveis por meio da verificação da situação vacinal”, ressaltou.

A campanha espera atingir crianças e adolescentes menores de 15 anos matriculadas em escolas de ensino infantil, fundamental e médio. Segundo o censo do IBGE 2022, o Estado de São Paulo possui cerca de 7,9 milhões de crianças e adolescentes entre 0 e 14 anos, entretanto, serão vacinados aqueles que possuírem doses pendentes ou em atraso. As doenças consideradas imunopreveníveis são aquelas que podem ser prevenidas por meio de vacina, como poliomielite, sarampo, rubéola, caxumba, febre amarela, hepatite B, tétano, entre outras.

Para garantir a prevenção contra estas doenças é fundamental que os pais ou responsáveis pela criança encaminhem à instituição escolar a caderneta de vacinação, permitindo a avaliação da situação vacinal, além da assinatura do “Termo de Assentimento para Vacinação” para qualquer atualização necessária.

Serão disponibilizadas vacinas para Poliomielite, Meningocóccica C Conjugada, Tríplice Viral (Sarampo, Caxumba e Rubéola), Febre amarela, Pentavalente (difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e doenças invasivas causadas pelo Haemophilus influenzae b), HPV (entre 9 e 14 anos de idade), Meningocócica ACWY e Covid-19.

Vacinação em 2023

Durante a Campanha de Multivacinação, que ocorreu em outubro e novembro do ano passado, mais de 1,7 milhão de crianças e adolescentes menores de 15 anos compareceram às Unidades Básicas de Saúde (UBSs) para avaliação da situação vacinal. Do total, mais de 1 milhão foram encaminhadas para serem imunizadas conforme o calendário de vacinação.

Vacina 100 dúvidas

O Governo de SP, por meio da Secretaria de Estado da Saúde, criou o portal “Vacina 100 Dúvidas” com as 100 perguntas mais frequentes sobre vacinação nos buscadores da internet. A ferramenta esclarece questões como efeitos colaterais, eficácia das vacinas, doenças imunopreveníveis e quais os perigos ao não se imunizar. O acesso está disponível no link: Home

Siga o canal “Governo de São Paulo” no WhatsApp:
https://bit.ly/govspnozap