Para o deputado Paulo Araújo, ainda há chances de Neri aceitar o ‘palanque aberto’ do governador. “Tudo pode acontecer”.

julho 19, 2022 0 Por Admin

VGN

Deputado João Batista e Paulo Araújo

Os deputados estaduais do PP, João Batista e Paulo Araújo rebateram as críticas direcionadas ao pré-candidato ao Senado, deputado federal Neri Geller (PP) e também manifestaram o desejo pessoal em seguir com apoio à pré-candidatura à reeleição do governador Mauro Mendes (União). A declaração foi em entrevista ao nesta terça-feira (19.07), em visita ao Palácio Paiaguás.

Eles defendem uma composição com Mendes ao Governo mesmo Geller  sendo o candidato do pré-candidato à Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em Mato Grosso.

“Eu e o deputado João Batista, com outros candidatos do partido, manifestamos a nossa vontade pessoal de caminhar com o projeto de reeleição do governador Mauro Mendes. Viemos aqui falar para ele da conversa que nós tivemos com o deputado Neri, reforçando o nosso compromisso pessoal de estar com ele (Mauro). Até as convenções tem muita coisa para acontecer”, declarou o deputado Paulo Araújo.

Para o deputado Paulo Araújo, ainda há chances de Neri aceitar o ‘palanque aberto’ do governador. “Tudo pode acontecer”.

“Palanque aberto, para o Mauro é excelente e para nós, vou falar a verdade, também não acho ruim. O que com certeza vai acontecer é Neri candidato a senador, ponto. Aqui ou acolá, Neri é o senador, agora numa situação de palanque aberto é bom? É bom para Mauro, lógico que é bom para Mauro, que vai ter todos os senadores o apoiando a governador”, avaliou.

Leia também:

Paulo Araújo assegurou que a composição Neri e Lula está confirmada: “O deputado Neri já fez um posicionamento claro com relação ao presidente, o presidente então da federação é Lula, o compromisso político já firmado. O Deputado Neri já deu a palavra e agora logicamente temos uma costura em relação ao Governo.”

Sobre eventual interesse do senador Carlos Fávaro em disputar Governo, Paulo Araújo avaliou que o social democrata é uma grande liderança, com condições de pleitear qualquer cargo. Porém, reiterou que o compromisso do grupo é com a eleição de Neri.

“Ele é muito amigo, parceiro, fui um dos colaboradores, coordenadores da campanha do Fávaro. O projeto prioritário desse grupo político é a eleição do companheiro Neri ao Senado. O projeto prioritário desse grupo político não é a eleição de Governo”, disse.

Questionado se as notas de repúdio emitidas por 13 Sindicatos contra a união entre Carlos Fávaro, Neri Geller em apoio à Lula, rumo ao Senado e a Presidência da República, Paulo Araújo acredita que as críticas não enfraquecem Neri.

“Do mesmo jeito que você perde de um lado, você ganha de outro. Temos duas eleições extremamente polarizadas. Lula e Bolsonaro, nós vamos saber quando começar. Na hora que começar, por exemplo, se o Lula abrir uma certa vantagem puxa Neri, se Bolsonaro abrir uma certa vantagem puxa o Wellington Fagundes. Agora tem muitos eleitores do Neri que são eleitores de Bolsonaro e tem muitos eleitores de Wellington Fagundes que são eleitores de Lula. Só saberemos quando começar o jogo”, declarou.

Ainda sobre Neri e Fávaro serem considerados traidores pelos aliados de Bolsonaro, Paulo Araújo defendeu afirmando que Carlos Fávaro e Neri sempre ajudaram construir um cenário positivo para Bolsonaro no Congresso Nacional e defendem pautas extremamente, mas Bolsonaro escolheu outro candidato publicamente.

“Então não é uma questão de traição, é uma questão de posicionamento. O Bolsonaro escolheu o senador dele, queria que estivéssemos em um grupo onde o presidente já escolheu o senador? Neri ajudou muito mais Bolsonaro, que o próprio senador que está hoje no partido dele. Então, Neri poderia enxergar com uma certa traição o que Bolsonaro fez. Neri desde o primeiro momento foi um grande articulador do Bolsonaro no Congresso. Eu por exemplo, se fosse um candidato a senador e o presidente escolhesse outro, eu iria tomar meu rumo” avaliou.

Já o deputado estadual João Batista apontou muitas mudanças até as convenções: “Muitos projetos que foram preparados antecipadamente podem ser alterados, pessoas podem mudar de posição nesse tabuleiro. Então é aguardar.”