Segundo assessoria da Justiça Federal, o juiz tem recebido ataques de grupos de apoio ao ex-ministro

junho 23, 2022 0 Por Admin

Reprodução

Segundo assessoria da Justiça Federal, o juiz tem recebido ataques de grupos de apoio ao ex-ministro

O senador Humberto Costa (PT-PE) protocolou nesta quinta-feira (23.06) um ofício no Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo proteção para o juiz da 15ª Vara Federal de Brasília, Renato Borelli.  

O magistrado foi responsável por decretar a prisão preventiva do ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro, e desde então, segundo informou a assessoria da Justiça Federal no Distrito Federal, está sofrendo diversas ameaças. A Polícia Federal deve abrir procedimento para investigar os autores da ameaça.  

Leia Mais – 

No ofício, endereçado ao ministro Luiz Fux, Humberto Costa argumenta que a imparcialidade nos processos judiciais é reflexo de um sistema justo, porém, segundo o parlamentar, “algumas pessoas, por tão somente discordarem dos encaminhamentos processuais acabam adotando meios violentos como forma de vingança, tratando com hostilidade às autoridades judiciais”.  

Ainda segundo o senador, essas condutas violentas causa uma ruptura na sociedade e “vulnerabiliza um dos Poderes constitutivos do Estado Democrático de Direito”.  

“Diante dos lamentáveis fatos noticiados pela mídia e corroborados pela Justiça Federal, dirijo-me a Vossa Excelência para solicitar que seja providenciada a imediata designação de segurança aproximada para o referido magistrado, garantindo, assim, um ambiente seguro para que aquele juiz possa desempenhar suas atividades e não seja intimidado por aqueles que preferem recorrer a atitudes agressivas. Sendo o que se apresenta, aproveito para renovar protestos de elevada estima e consideração”, diz trecho do ofício.