Prefeito encontra-se numa encruzilhada: o presidente do seu partido já definiu Neri Geller como preferido e seu padrinho político quer seu apoio a Wellington

junho 23, 2022 0 Por Admin

VGN

Prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat (MDB)

Com relativa pressão do senador Jayme Campos (UB), seu padrinho político, que apoia a candidatura à reeleição do senador Wallington Fagundes (PL) e de um outro lado absorvendo a insistência do correligionário e presidente do MDB, Carlos Bezerra, para que dê sustentação à candidatura de Neri Geller (PP), também ao Senado, o prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat (MDB), admitiu pela primeira vez nesta quarta-feira (22.06) que não está sendo fácil definir apoio às candidaturas ao Senado, com os dois nomes postos.

Veja também: 

Kalil ponderou que as candidaturas ao Senado envolvem não apenas as bandeiras da federação, amizade ou parcerias. Ele entende que esse impasse só será superado de vez por todas quando os convencionais decidirem qual o rumo a seguir. União, PL e MDB devem agendar suas convenções em dias próximos ou no mesmo dia – dentro do prazo entre 20 deste mês a 05 de agosto.

Sem se aprofundar no tema, o prefeito disse que irá consultar as bases para ver qual a direção seguir, mas vai aguarda o posisionamento que será conhecido a partir das convenções.

Mostrando-se pouco à vontade para falar de apoio a um ou outro, Kalil disse que anda afastado dessas discussões e que prefere tomar uma decisão, lá na frente, seguindo a orientação da maioria, de forma coletiva. “Não estou envolvido com esse assunto, mas buscar o entendimento é a forma razoável de escolher um caminho”, finalizou.