As forças de segurança montaram uma barreira na entrada de Chapada dos Guimarães para abordagem do veículo. Suspeito não reagiu

junho 18, 2022 0 Por Admin

Momento da prisão do líder, que estava no RJ e foi preso em Chapada

A Força-Tarefa de Segurança Pública (FTSP/MT), que integra a Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Judiciária Civil e Polícia Militar prendeu na tarde deste sábado (18.06) um dos líderes da facção criminosa mais atuante em Mato Grosso.

Com informações da inteligência das forças de segurança, descobriu que o suspeito estava residindo no Rio de Janeiro – e estaria se deslocando para Mato Grosso, em um veículo Honda Civic prata.  A equipe de investigação identificou a placa e o veículo utilizado pelo faccionado. As equipes montaram uma barreira na entrada de Chapada dos Guimarães (a 65 km de Cuiabá) para realizarem a abordagem do veículo. O suspeito estava em companhia da esposa e não demonstrou nenhuma reação, entretanto, durante a abordagem apresentou documento falso aos policiais, oportunidade em que lhe foi dada voz de prisão em flagrante.

Conforme apurado pelo , o investigado é um dos líderes de facção criminosa que atua fortemente em todo Estado de Mato Grosso, responsável por avaliar fatos de interesse da facção, analisar reivindicações dos faccionados e averiguar desentendimento entre os integrantes do bando, uma espécie de “magistrado” da facção.

Segundo a Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) o preso seria responsável por recepcionar demais faccionados foragidos da justiça mato-grossense no Rio de Janeiro, além de controlar o envio de armas e drogas para abastecer facções cariocas. Outras informações importantes obtidas durante as investigações dão conta de que o suspeito teria sido convocado para atuar no controle do tráfico de drogas na fronteira do Brasil com a Bolívia, tendo em vista a notícia de que facções paulistas estariam tentando atuar na região.

O investigado também possuía contra si mandados de prisão preventiva em aberto, um expedido pela 2º Vara Criminal da comarca de Cuiabá e outro pela Vara Criminal da Comarca de Barra do Garças, pela prática dos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e porte ilegal de arma de fogo. (Com assessoria da PF).

Leia também