Busca

Cuiabá
Carregando...

? ºC

/

Várzea Grande (MT), 19 de junho de 2018 - 20:37

Variedades

03/01/2018 16:42 Assessora de Comunicação

Por que o diagnóstico de Alzheimer é tão importante?

Organização Mundial de Saúde (OMS) prevê que o número de casos de demência entre os idosos irá mais que dobrar até 2050

Em 2010 o número de pessoas com demência foi estimado em 36 milhões no mundo todo. Com a falta de medidas preventivas e curas, a letalidade fica mais alta a cada ano. O número de pessoas afetadas é projetado para duplicar a cada 20 anos, em 2050 serão 115 milhões de pessoas com Doença de Alzheimer.

O Alzheimer é uma doença neurodegenerativa progressiva, descoberta em 1907 com cerca de 70% dos casos de demência na velhice. A prevalência e incidência da doença de Alzheimer aumenta com o avançar da idade e é o tipo mais comum de demência em todo o mundo, causando sintomas como perda de memória, linguagem prejudicada, dificuldades de concentração e de tomada de decisão, confusão e desorientação.

A importância do diagnóstico

No País, mais da metade dos idosos brasileiros com Alzheimer ainda não sabe que possui a doença e, entre os pacientes diagnosticados, apenas um em cada quatro recebem o tratamento adequado. Quanto mais cedo o diagnóstico for feito, maiores serão as chances de tratar os sintomas corretamente, podendo postergar em anos a evolução da doença, os sintomas e complicações.

 

Como diagnosticar o Alzheimer

Entre os diferentes métodos de diagnóstico, a investigação progride ao nível da análise de biomarcadores, moléculas que refletem as lesões cerebrais características da doença. A atenção direciona-se para pequenas proteínas, denominadas beta-amiloide 42, ou seja, através de um exame de sangue em um laboratório de confiança solicitado pelo médico o paciente consegue antecipar esse diagnóstico.

 

Linha completa de biomarcadores para Doença de Alzheimer

O kit de Tau fosforilada (181) no líquor teve seu registro aprovado recentemente, e completa a linha de biomarcadores de Alzheimer da EUROIMMUN. A quantificação da proteína Tau fosforilada na amostra de líquor é um dos indicadores de degeneração neuronal.

 

Testes disponíveis para diagnóstico de Alzheimer da empresa EUROIMMUN:

- Proteína beta amiloide 1-40 (catálogo: EQ 6511-9601-L)

- Proteína beta amiloide 1-42 (catálogo: EQ 6521-9601-L)

- Proteína Total Tau (catálogo: EQ 6531-9601-L)

- Proteína Tau fosforilada (catálogo: EQ 6591-9601-L)

 

 


VGNews

Endereço: Av. Castelo Branco-Nº.1640- Sala- 202- Agua Limpa-Várzea Grande-MT 

E-mail: vgnewsmt@gmail.com

Telefone: (65) 3686-3213 

Redes Sociais

© Copyright  2010-2017 VG News 

versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo