Busca

Cuiabá
Carregando...

? ºC

/

Várzea Grande (MT), 20 de outubro de 2017 - 14:41

Variedades

28/09/2017 20:36

Marido da enteada de Romero Jucá é preso por posse ilegal de armas

A Polícia Federal prendeu nesta quinta-feira (28), em Boa Vista (RR), o marido de Luciana Surita da Motta Macedo, enteada do senador Romero Jucá (PMDB-RR), por posse ilegal de arma.

Durante operação Anel de Giges, deflagrada na manhã de hoje na capital de Roraima, a PF encontrou uma pistola .45 e um fuzil 762 na residência do casal.

“O marido de uma investigada estava em posse desse armamento, sem qualquer registro ou documento. Ele foi preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo e será encaminhado à Penitenciária Agrícola de Monte Cristo”, declarou o delegado Alan Robson, Superintendente Regional em Exercício da Polícia Federal de Roraima.

A operação investiga uma organização criminosa que teria cometido os crimes de peculato, lavagem de dinheiro e desvio de verbas públicas. Somada, a pena pode chegar a 30 anos de prisão.

Foram cumpridos 17 mandados judiciais expedidos pela Justiça Federal de Roraima, sendo nove mandados de busca e apreensão e oito mandados de condução coercitiva em Boa Vista (RR), Brasília (DF) e Belo Horizonte (MG).

 

Entre os alvos estão os filhos de Romero Jucá, Rodrigo de Holanda Menezes Jucá e Marina de Holanda Menezes Jucá Marques, além de Luciana Surita da Motta Macedo e Ana Paula Surita Motta Macedo, suas enteadas. Outros três executivos da empresa CMT Engenharia também foram conduzidos coercitivamente. Os sete foram indiciados.

Já o superintendente da Caixa Econômica Federal em Roraima, Severino Ribas, também foi conduzido, mas não foi indiciado. Ele se tornou suspeito ao não colaborar em um primeiro momento com as investigações da Polícia Federal.

A investigação identificou o desvio de R$ 32 milhões dos cofres públicos, tendo como origem o superfaturamento na aquisição da Fazenda Recreio, que pertence aos filhos do senador, localizada em Boa Vista, para a construção do empreendimento Vila Jardim, vinculado ao Minha Casa Minha Vida.

De acordo com comunicado da Polícia Federal, a fiscalização e aprovação do empreendimento pela Caixa Econômica Federal também é alvo da investigação porque o banco público não identificou movimentações financeiras suspeitas no empreendimento.

O caso corre em segredo de Justiça.


VGNews

Endereço: Av. Castelo Branco-Nº.1640- Sala- 202- Agua Limpa-Várzea Grande-MT 

E-mail: vgnewsmt@gmail.com

Telefone: (65) 3686-3213 

Redes Sociais

© Copyright  2010-2017 VG News 

versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo