Busca

Cuiabá
Carregando...

? ºC

/

Várzea Grande (MT), 16 de janeiro de 2018 - 12:12

Polícia

08/01/2018 14:05

Polícia pedirá mais prazo para encerrar inquérito da morte de personal

Dantielle Venturini, repórter de A Gazeta

 

 

Reprodução/Facebook

Danilo Campos foi executado a tiros no dia 8 de novembro de 2017 num crime, apontado pela Polícia Civil, como sendo de motivação passional

Nesta segunda-feira (8) completa 2 meses do assassinato do personal trainer Danilo Campos, e a Polícia Civil vai pedir na Justiça a prorrogação do inquérito por mais 30 dias. O prazo é necessário para que a delegada Alana Cardoso, a frente do caso, conclua alguns detalhes da investigação e finalize a juntada de provas. Guilherme Dias de Miranda, suspeito de ser mandante do crime continua foragido.

O vereador de Várzea Grande, pai do Danilo, Nilo Campos (DEM), afirmou que tem acompanhado de perto o trabalho da polícia e confia que o assassino do filho irá pagar na justiça pelo crime. Segundo ele o inquérito não deixará brechas para que o empresário saia da cadeia por falta de provas. “O trabalho está sendo bem feito, o pedido da delegada de prorrogação é para concluir detalhes do inquérito, eu acredito que ele vai ser preso, julgado e condenado”.

Ele conta que Danilo era um homem trabalhador e de bom caráter, que foi morto covardemente por um “bandido”. “Sabemos que ele é bandido mesmo, por isso queremos realmente que a polícia realize o trabalho da melhor forma para que ele não volte as ruas e cometa mais crimes”. Segundo o vereador, Guilherme estaria utilizando documentos falsos para conseguir se esconder da polícia.

Reprodução/Facebook

Guilherme Miranda é apontado pela Polícia Civil como mandante do crime e continua foragido

Guilherme Miranda, marido de uma aluna da academia onde a vítima trabalhava, teve a prisão temporária decretada pela Justiça e está foragido. As investigações da polícia apontam que o carro do suspeito foi usado para acompanhar toda a ação de execução do personal trainer. Segundo a delegada, o carro foi visto fazendo o percurso provável de fuga dos executores.

O crime teria motivação passional, já que algumas testemunhas afirmaram que Danilo teve um envolvimento com a mulher de Guilherme, antes de saber que ela era casada. Apesar disso, a mulher que prestou depoimento duas vezes, nega ter tido qualquer envolvimento com a vítima.

O crime - Danilo foi executa com 5 tiros na noite do dia 8 de novembro de 2017. Ele tinha acabado de deixar o trabalho, uma academia onde era personal,e dirigiu seu carro por cerca de 20 metros, quando foi abordado por dois homens em uma motocicleta dispararam contra ele. Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamada, mas ele morreu ainda no local.


VGNews

Endereço: Av. Castelo Branco-Nº.1640- Sala- 202- Agua Limpa-Várzea Grande-MT 

E-mail: vgnewsmt@gmail.com

Telefone: (65) 3686-3213 

Redes Sociais

© Copyright  2010-2017 VG News 

versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo