Busca

Cuiabá
Carregando...

? ºC

/

Várzea Grande (MT), 14 de dezembro de 2017 - 15:25

Esportes

22/11/2017 17:25

Investigador de polícia coleciona campeonatos e vitórias no Jiu-Jitsu

Matheus Mendes | PJC-MT

 

Apaixonado pelo Jiu-Jitsu, o investigador da Delegacia  Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Cuiabá, Leandro Furtado, iniciou a carreira no esporte aos 17 anos, motivado por um amigo de escola, que na época já tinha experiência com artes marciais e era faixa roxa.

O investigador, que completa 29 anos de carreira no Jiu-Jitsu no próximo ano, é faixa preta há 18 anos e já participou de vários campeonatos, estaduais, nacionais e internacionais. Um deles foi disputado em Las Vegas, nos Estados Unidos, em agosto deste ano, onde foi eliminado nas quartas de finais do torneio.

A faixa de cor preta no Jiu-Jitsu tem significado de afirmação do atleta que nunca desistiu e soube lidar com seus desafios de forma disciplinar, sábia, humilde e amor à arte. A faixa preta também significa que o atleta está apto para replicar seus conhecimentos como professor.

No último domingo (19.11), Leandro foi campeão em um circuito de Jiu-Jitsu realizado em Nova Mutum e disputará no dia 03 de dezembro a modalidade internacional na Capital federal, Brasília.

Sua primeira competição, a qual se saiu campeão, foi no Rio de Janeiro em 1989, quando ainda era faixa azul. “Na época, o Rio de Janeiro era referência como capital do Jiu-Jitsu”, relembra o investigador.

Leandro é carioca, já morou no estado americano da Califórnia, local que ganhou três competições, veio para Mato Grosso em virtude do concurso da Polícia Civil e está há 10 anos na instituição. Em 2015, começou a dar aulas para os colegas que tinham interesse pela arte marcial.

Devido à falta de espaço na Derf de Cuiabá, o projeto durou apenas alguns meses. “Era muito bom, mas devido a uma apreensão nós fizemos, o espaço que usávamos para a aula teve que ser cedido para dar lugar ao material apreendido. Mas nós pretendemos voltar, só não tem data definida ainda”, disse.

Aos 45 anos de idade, o investigador não pretende parar de lutar tão cedo. “O Jiu-jitsu faz parte da minha vida”, só vou parar quando morrer”, afirmou.

Foto 1 : Mundial em Las Vegas. Foto 2: Campeonato em Nova Mutum

VGNews

Endereço: Av. Castelo Branco-Nº.1640- Sala- 202- Agua Limpa-Várzea Grande-MT 

E-mail: vgnewsmt@gmail.com

Telefone: (65) 3686-3213 

Redes Sociais

© Copyright  2010-2017 VG News 

versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo