Busca

Cuiabá
Carregando...

? ºC

/

Várzea Grande (MT), 24 de novembro de 2017 - 05:37

Cuiabá

TRANSPORTE 10/11/2017 08:26

Empresas de micro-ônibus colhem assinaturas para que 8 empresas voltem a operar em Cuiabá

O Sindicato das Empresas de Transporte Público Alternativo de Passageiros do Estado de Mato Grosso (SETA-MT) está colhendo assinaturas dos usuários do transporte público em uma carta-aberta para sensibilizar o prefeito Emanuel Pinheiro para que libere que as 8 empresas que estão paradas, voltem a operar no sistema de transporte de Cuiabá.

 

Eles foram tirados do sistema por pressão dos empresários de ônibus que querem monopolizar o sistema em Cuiabá e penalizam o usuário que tem neles a única opção em várias linhas, tendo que enfrentar filas e ainda pegar o ônibus cheio por não poder mais contar com os micro-ônibus, já que dependem do transporte público. “Ocorre que nos últimos 10 anos o transporte alternativo vem sofrendo ataques fortíssimos das empresas de ônibus, as quais só visam seu lucro e com a Semob que infelizmente não apoia o transporte alternativo, mesmo com tanto tempo operando e sendo um reforço para a população que depende do transporte público para se locomover”, reclama Fabiano Subtil Albuquerque Leão, presidente do SETA-MT.

 

Segundo ele, desde 2016, que a Secretaria de Mobilidade  Urbana(SEMOB) vem impedindo a renovação da frota de micro-ônibus e ainda põe empecilhos para  realização da vistoria para renovar as permissões, mesmo com as taxas pagas.

 

O Sindicato denuncia que no dia 16 de dezembro de 2016 foi assinado entre a prefeitura e o Ministério Publico Estadual um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) que visava a extinção da operação dos micro-ônibus em Cuiabá, mas não foi homologada pelo juiz Luiz Aparecido Bertolucci Júnior da Vara de Ação Civil Pública de Cuiabá, mesmo assim, a prefeitura extinguiu linhas de 8 empresas de micro-ônibus que operavam no município.

 

O SETA-MT está desde setembro tentando agendar via ofício,  uma reunião com o secretário da SEMOB Antenor Figueiredo, mas sem sucesso e sem resposta até agora. “Por isso queremos com essa carta-aberta que o prefeito nos receba e possamos expor a ele que se tirar os micro-ônibus só quem perde é a população, empresários cuiabanos que estão impedidos de trabalhar dando espaço para empresários de fora que vem aqui só ganhar o dinheiro e monopolizar o sistema do transporte público e ainda os trabalhadores que ficaram desempregados por conta dessa decisão da prefeitura”, esclarece Fabiano.

 

A carta-aberta  está por toda a cidade para que receba o maior número de assinaturas para que o prefeito se sensibilize e reabra a conversa com o transporte alternativo.


VGNews

Endereço: Av. Castelo Branco-Nº.1640- Sala- 202- Agua Limpa-Várzea Grande-MT 

E-mail: vgnewsmt@gmail.com

Telefone: (65) 3686-3213 

Redes Sociais

© Copyright  2010-2017 VG News 

versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo