Busca

Cuiabá
Carregando...

? ºC

/

Várzea Grande (MT), 14 de dezembro de 2017 - 15:41

Artigos

04/12/2017 18:40

Não deixei o campo

Não deixei o campo. 

O campo também não me deixou.

Um dia simplesmente

Um montão de leis intransigentes

Me obrigou a vir para esse depósito de gente.

Antes a minha vida era a floresta

Hoje a floresta é só boa lembrança.

De lá não saiu mais a madeira,

Mas também o caboclo perdeu sua fonte de renda.

Adeus ao canto das aves,

Adeus ao frescor das noites das matas,

 

Saudades ficarão marcadas para sempre,

Nas vidas que ali se juntava

Hoje a cidade tira o sono do trabalhador

Que ganhava seu pão, mantinha a família e tinha onde morar.

Hoje nas favelas das cidades, geme e chora sem salário.

 

Fazer o que agora seu moço?

A floresta só é para cupim comer?

Quem é da floresta, não quer saber da cidade,

Mas quem é da cidade, sabe, gosta de defender a floresta...

Mas deveria também saber, que lá tem o povo da floresta.

Ou tinha...  Pois o filho do homem da floresta já está aqui na cidade,

 

Para o povo de lá, a cidade não passa de cemitério de homens vivos...

 

O filho do homem do campo agora estudou, não vai voltar mais não.

Mas também veio quem não estudou. Bem, desses nem quero falar.

Não deixei o campo,

O campo agora mora no meu coração.

Dei adeus ao campo,

Mas minha alma continua lá!

 

Domingos Sávio Bruno é Engenheiro florestal em Mato Grosso

 


VGNews

Endereço: Av. Castelo Branco-Nº.1640- Sala- 202- Agua Limpa-Várzea Grande-MT 

E-mail: vgnewsmt@gmail.com

Telefone: (65) 3686-3213 

Redes Sociais

© Copyright  2010-2017 VG News 

versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo